Um novo meio para aplicação de defensivos no controle de pragas será usando drones

Um novo meio para aplicação de defensivos no controle de pragas será usando drones

O controle biológico é uma técnica que utiliza soluções naturais para combater doenças nas lavouras. É uma alternativa ao uso de agrotóxicos, mas requer muito cuidado na aplicação, pois são microrganismos vivos. Por isso, a parceria inédita entre a Jacto e a Koppert usará drones para liberação de biodefensivos macrobiológicos em lavouras de grãos e fibras, a partir da safra 2021/22. As empresas estimam o uso de produtos em 250 mil. hectares em todo o Brasil.

A política de distribuição pressupõe que os produtores que utilizam os serviços da Jacto para o lançamento de armas biológicas tenham atendimento personalizado e, acima de tudo, garantam a qualidade da aplicação. De acordo com o diretor comercial da Koppert, Gustavo Herrmann, o objetivo é oferecer um prestador de serviços integrado que tenha treinamento e qualificação adequados para garantir a melhor aplicação em campo. “Dessa forma, conseguimos verticalizar o negócio para validar o desempenho de nossos produtos em campo, inclusive no pós-venda”, explica.

Nas operações, serão utilizados dois inseticidas macrobiológicos para as culturas indicadas: o Podisibug (Telenomus podisi), para controle de diversos tipos de percevejos; e o Pretiobug (Trichogramma pretiosum), para o manejo de lagartas e traças.

Para a Jacto, a parceria se alinha à sua proposta de ser uma provedora de serviços integrada com capacidade de sourcing 100% da rede da Jacto Next, área de negócios responsável pela comercialização e entrega de serviços especializados dentro do gateway. “Através do módulo de gestão de operações EKOS, presente no ecossistema digital da Jacto Connect, oferecemos soluções para a digitalização completa da fazenda, com tecnologia de cobertura de sinal de internet, instrumentação e conexão multimarcas, estações meteorológicas, armadilhas eletrônicas, imagens de satélite e software para monitoramento e gerenciamento de operações. Entre os serviços integrados estão operações especiais de drones que incluem o lançamento de produtos de macrobiologia Koopert ”, explica Felippe Antonelle F. Gonçalves, Gerente de Negócios da Jacto Next. “E o fabricante pode monitorar toda a operação de um celular pelo aplicativo Jacto Connect”, completa.

A parceria entre as empresas também incluirá um aplicativo denominado Natutec, que integrará cliente, equipe de vendas, logística e indústria junto à equipe da Jacto Next com informações de todo o processo: da produção à venda. “Em tempo real, todos os envolvidos saberão a quantidade de produto que sai da fábrica e o tempo de trânsito até o cliente, liderando as equipes da Jacto Next para que os clientes tenham a melhor experiência possível com nossos produtos”, afirma Herrmann. A Natutec fornece ao cliente informações sobre os cuidados necessários ao armazenamento dos produtos (temperatura e umidade) para garantir a qualidade e provável data de nascimento do parasitóide, dados válidos no momento da liberação. Além disso, o aplicativo informa sobre as principais moléculas químicas que o fabricante não pode utilizar durante os períodos de carência para garantir a sobrevivência dos macrorganismos no campo e, por consequência, a eficácia no controle de pragas.

Fonte: G1.globo

 

Gabriella de Gregori

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.