wolf sub zero appliance packages with prices xero payroll portal xero app for phone microsoft teams approvals free download of photoshop cs6

Tecnologia no Agronegócio: Ferramentas e as Tendências no campo

Tecnologia no Agronegócio: Ferramentas e as Tendências no campo

Você sabe quais são as principais novidades da tecnologia no agronegócio? As novas ferramentas e os processos inovadores estão presentes em diversos processos cotidianos empresariais. Essa lógica também se aplica em relação ao setor primário da economia. 

As ferramentas tecnológicas contribuem para a automação de diferentes atividades redução de tarefas burocráticas e redução de custos. Com isso, o agricultor vai ganhar tempo e dinheiro em diversas atividades cotidianas.

Diante desse cenário, podemos dizer que a tecnologia é indispensável para o campo. Pensando na relevância desse tema, neste conteúdo destacaremos sobre a importância das ferramentas tecnológicas e também vamos abordar como os novos sistemas têm sido aplicados no campo. 

Qual a importância da tecnologia no agronegócio e inovação no campo?

Processos mais eficientes

A inovação contribui para assegurar eficiência em diversas atividades no campo. Os processos inovadores e a implementação de novas tecnologias auxiliam na redução de desperdícios e proporcionam melhor aproveitamento da lavoura.

Automação de diferentes atividades

Diversas tarefas vão ser automatizadas para implementação de novas tecnologias. Com isso, diminui-se a incidência de atividades manuais e burocráticas. Nesse cenário, o agricultor terá mais tempo para se dedicar as questões estratégicas da lavoura. Ele terá mais tempo para pensar em formas de garantir uma safra mais produtiva.

Otimização da produtividade

Ao automatizar diversas atividades torna-se possível realizar mais tarefas em menos tempo. Com isso, o agricultor vai gerar mais valor no mercado e também será mais produtivo.

Redução de custos

O aspecto financeiro é fundamental para assegurar a viabilidade de diferentes atividades e essa lógica também se aplica em relação ao setor agropecuário. Isso porque, é necessário ter um empreendimento lucrativo para que seja possível assegurar a continuidade da atividade.

Essa questão implica em ter receitas maiores do que as despesas. Nesse cenário, os processos inovadores e as novas tecnologias são fundamentais, pois ambos ajudam a reduzir os custos. Isso acontece porque com a redução dos erros, há a diminuição do retrabalho e também será possível evitar a incidência de juros e multas.

Além disso, com a automação de diferentes tarefas, torna-se possível reduzir os gastos com atividades manuais, o que ajuda também na diminuição de despesas relacionadas à atividade agropecuária.

Como tem sido aplicada a tecnologia no agronegócio?

Diversas ferramentas tecnológicas têm sido aplicadas no campo e ambas as plataformas contribuem para tornar os processos mais precisos e produtivos. Diante desse cenário, é muito importante conhecer as tecnologias pertinentes ao setor do agronegócio.

Entre as principais ferramentas que tem sido aplicadas no campo estão a utilização dos drones, a rastreabilidade dos produtos e a utilização do GPS agrícola. Vamos destacar sobre esses aspectos logo abaixo.

Drones

Trata-se de uma das principais inovações tecnológicas aplicáveis no campo. Por meio da utilização dos drones torna-se possível fazer o mapeamento das lavouras e verificar a incidência de ataques de pragas ou doenças. 

Desse modo, podemos dizer que com essa ferramenta tecnológica, os produtores terão conhecimento preciso sobre as necessidades da lavoura. Com isso, eles vão tomar decisões com mais segurança e assertividade no campo.

Rastreabilidade dos produtos

A rastreabilidade dos produtos vai ajudar o consumidor a estar informado sobre o produto. As pessoas vão saber de onde cada mercadoria veio e como ela foi produzida. Essa questão inclui diversos mercados como o de carnes, leite ou mesmo de frutas.

Desse modo, torna-se possível fazer o rastreamento de todas as etapas da cadeia produtiva e essa tendência deve crescer ainda mais no ramo da agricultura e também da pecuária.

Vale destacar ainda que a rastreabilidade contribui para melhorar a confiabilidade nos produtos e também ajuda no desenvolvimento de melhores práticas de produção agropecuária. 

GPS agrícola

A aplicação de satélites possibilita o conhecimento geral e abrangente das necessidades de toda lavoura. Com isso, torna-se mais fácil mapeamento no campo, o planejamento de toda a produção agropecuária e o reconhecimento da safra.

Além disso, a utilização do GPS contribui para aplicação precisa de pesticidas, fertilizantes e herbicidas. Vale destacar que a ferramenta ainda ajuda a controlar a dispersão desses produtos. 

Máquinas autônomas

Elas são controladas de forma remota e assumem diversas tarefas no setor agropecuário. Por meio dessas ferramentas, os produtores conseguem garantir uma melhor precisão e diversas ações como aplicação de pesticidas, poda e irrigação. 

Além disso, a utilização de pulverizadores automatizados contribui para aplicação precisa e direcionada de nutrientes nas plantas, o que contribui para otimizar os resultados de diferentes culturas agrícolas. 

Sensores

Também conhecido como sensoriamento remoto, trata-se de uma excelente ferramenta de monitoramento das terras e de água na lavoura. Os sensores fazem a avaliação da umidade, da temperatura no solo, da fertilidade e do nível de compactação do local. Além disso, fornecem dados precisos em relação à localização das pragas.

Dessa forma, podemos dizer que os sensores  disponibilizam diversas informações relevantes e vão ajudar os produtores a conhecerem melhor a lavoura, a otimizarem a gestão e a tomarem melhores decisões. 

Como é possível perceber, a tecnologia no agronegócio tem sido cada vez mais utilizada em diversas atividades no campo. Por meio dessas ferramentas torna-se possível garantir processos mais eficientes, otimizar a produtividade, reduzir os custos e desenvolver uma cultura mais lucrativa. Considerando os benefícios e as aplicações mencionadas, vale muito a pena Estar atento em relação às tendências tecnológicas no campo.

 

Eduarda Santana Soares

Bolsista PET AgroFlorestal CPCS e Discente de Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.