Sustentabilidade e uso dos Recursos Naturais

Sustentabilidade e uso dos Recursos Naturais

Cuidar da segurança de nossas operações e desenvolver ações para manter o equilíbrio entre nossas atividades e o mundo que nos abriga é o nosso conceito de responsabilidade ambiental. Com o aperfeiçoamento de produtos e processos e o investimento em projetos de conservação e preservação de ecossistemas, buscamos sempre crescer contribuindo com o desenvolvimento sustentável.

Fonte: Google

De uma forma simplificada a sustentabilidade pode ser definida como ações/atividades humanas que visam suprir as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras. O termo sustentabilidade está ligado diretamente à ideia de utilizar algo, sem que com isso seja esgotada sua capacidade de ser consumida por outras pessoas. A sustentabilidade ambiental também tem esse significado, porém de maneira mais complexa, por estar ligada ao meio ambiente e a todas as coisas o englobam. O conceito de sustentabilidade ambiental define a maneira de que nós, seres humanos, utilizamos os bens e recursos naturais, para suprir nossas necessidades, sem que com isso exista o esgotamento e haja suprimento para as próximas gerações. É simples: ser sustentável é utilizar e cuidar para que não falte ao próximo que vai utilizar, formando assim uma cadeia solidária que busca preservar da melhor maneira possível o meio ambiente.

Fonte: Google

A sustentabilidade tem como pilar 3 elementos: meio ambiente, impacto social e economia. Por isso, entende-se que para uma sociedade ou sistema ser sustentável deve-se incentivar a conservação do meio ambiente, o bem-estar social e o ganho econômico de modo que não coloque em risco os 2 primeiros elementos. A sustentabilidade é de fundamental importância para uma comunidade saudável e equilibrada. Na natureza tudo tem seu valor e a biodiversidade de cada ecossistema é absolutamente fantástica. Caminhamos rapidamente para a formação de aglomerados agroflorestais mistos e complexos, integrados e mesclados com áreas ainda naturais, com a máxima ecoeficiência e envolvendo os diversos segmentos da sociedade. A preocupação com o meio ambiente e as consequências das ações humanas no planeta Terra são temas cada vez mais constantes em diversos meios de comunicação. Contudo, apesar do aumento da consciência ambiental, percebe-se cada vez mais também o consumismo desenfreado que as sociedades vivem.

Fonte: Google

Esse consumismo visualiza o planeta como um grande recurso natural. Recurso Natural é toda matéria ou energia, oriundos da natureza, úteis para o homem. Exemplo: água, petróleo, madeira, solo, entre outros. Os recursos naturais são divididos em dois tipos: renováveis e não renováveis. Recursos naturais renováveis são aqueles que se renovam em prazo curto comparado com o tempo de vida humano. Alguns exemplos de recursos renováveis são: água, solo, matéria orgânica, biocombustíveis e vento. Os não renováveis são aqueles que não se renovam em um prazo curto comparado com o tempo de vida humano. Por exemplo: petróleo, carvão mineral, minérios, materiais radioativos e gás natural. A natureza de forma geral pode ser considerada um recurso natural renovável, pois dentro dos ciclos biogeoquímicos existe ciclagem de nutrientes (nitrogênio, oxigênio, carbono, entre outros) em tempo relativamente curto (comparado com o tempo de vida do homem). Analisando sob esse aspecto pode-se concluir realmente que a natureza é um recurso natural renovável.

Eduarda Santana Soares

Bolsista PET AgroFlorestal CPCS e Discente de Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.