Produtores de flores e plantas ornamentais sofrem prejuízo devido pandemia de COVID-19

Produtores de flores e plantas ornamentais sofrem prejuízo devido pandemia de COVID-19

São Paulo, estado com maior produção de flores e plantas ornamentais do país, enfrenta prejuízos na atividade devido a pandemia de corona vírus.Os problemas se agravaram devido o baixo consumo de flores, uma vês que diversos eventos, como casamentos e aniversários, foram cancelados.

Diversas propriedades atribuíram férias para maior parte dos funcionários e os que restam realizam o trabalho de triturar os restos de flores de corte e plantas envasadas, esta atividade visa de produzir adubo, ou derrubada das plantas que estão e ficarão no campo.

De acordo com Kees Schoenmaker, presidente do Instituto Brasileiro de Floricultura – IBRAFLOR – afirma que a comercialização dos produtos caiu mais de 70% desde a terceira semana do mês de março, logo prejuízo maior que 60 milhões de reais. Outro ponto desfavorável, afirmado por Schoenmaker, é que muitas mercadorias estão desvalorizadas: “flor que valia quinze reais, agora está cinco. Talvez até se vende por menos” e também se expõem preocupado com os 210 mil empregos afetados pela situação. Muitos produtores enfrentam dificuldades financeiras necessitarão de ajuda do governo.

É notório que o setor de floricultura empregue muitos trabalhadores, desde a produção das plantas até os diversos locais de vendas; supermercados, floriculturas e gardens centers; porem este é um dos setores do agronegócio mais afetados com a pandemia.

Fonte: Globo Rural

Matheus Campos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.