Percevejo considerado praga na Ásia é encontrado no Brasil

Percevejo considerado praga na Ásia é encontrado no Brasil

               O percevejo Ethersina fullo é encontrado de modo habitual no Sudeste da Ásia e se alimenta de até 57 plantas diferentes. Recentemente foi publicado um estudo internacional em junho de 2020, indicando que a espécie é uma importante praga na China, sendo causadora de danos econômicos a plantações de kiwi, pêssego, maçã e romã.

               No Brasil, a uma grande diversidade de plantas nativas e cultivadas, deixando-o em alerta, pois o percevejo Ethersina full tem um vasto hábito alimentar e pode se adaptar facilmente, motivo que também contribui para a expansão da espécie. Além disso, outro fator que pode contribuir para a adaptação desse percevejo é o clima, que é tropical. A temperatura elevada, contribui para a reprodução adequada, sendo que o percevejo não precisa hibernar, caso que aconteceria se estivesse em um país predominante frio.

                O percevejo Ethersina fullo, foi encontrado por um estudante de biologia em Santos no litoral de São Paulo, mas o primeiro encontro já registrado foi em novembro de 2020, pelo estudante Yan Lima e Silva, onde tirava algumas fotos do bairro em que mora. Ele é fotografo amador e costuma fotografar animais invertebrados. Portanto, ele acabou fotografando o percevejo Ethersina fullo, como não entende muito desse tipo de animal, ele acabou publicando a fotografia numa rede social iNaturalist, voltada à ciência.

                Algum tempo, após a postagem o mestre em biologia animal pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Ricardo Brugnera entrou em contato com estudante, interessado pela espécie e pediu para que ele coletasse um indivíduo, caso encontrasse novamente. Em fevereiro, o estudante Yin Lima e Silva encontrou novamente o indivíduo, na mesma arvore, podendo fazer a coleta.

               Então a partir da coleta, ele e o pesquisador criaram um grupo de estudos, para saber como o percevejo se comportaria num terrário. Segundo Brugnera, a suspeita é de que o animal tenha chegado ao país através de contêineres, pelo Porto de Santos, já que a maior incidência de aparição do percevejo ocorre em bairros próximos. Ate ao momento, foram localizados em praças públicas nos bairros Aparecida, Embaré, Ponta da Praia e Macuco, tendo conhecimento de cincos indivíduos, porém, ainda não confirmados que se trata da mesma espécie.

               O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), informou que está investigando o percevejo Ethersina fullo e aguarda o resultado da análise laboratorial. Após a confirmação, será iniciada a segunda fase da investigação, que visa eliminar o foco da praga e fazer levantamentos para delimitar a área afetada.

               A região de Santos é de alto risco de surgimento de novas pragas. Portanto, a inspeção dos produtos agrícolas e outras vias de disseminação de pragas, faz parte da rotina do trabalho realizado pela Vigilância Agropecuária do Mapa (Vigiagro). Além disso, é realizada frequentemente a inspeção de matérias em portos e aeroportos de forma preventiva, com ações para identificar, de forma ágil, qualquer praga.

Fonte: g1 

Lauani Fidelis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.