Participação em Dia de Campo no Confinamento de Bovinos da Fazenda Chico Pio

Participação em Dia de Campo no Confinamento de Bovinos da Fazenda Chico Pio

No dia 25/04/2019, o aluno petiano Sérgio Pereira participou do Dia de Campo Fazenda Chico Pio, em Chapadão do Sul/MS, sobre Inovação no Sistema de Confinamento, realizado pela Agrocontroller e com apoio da Premix e AgroMax. Tal sistema está implantado há 1 ano na propriedade e difere dos demais confinamentos convencionais por ser totalmente coberto (maior conforto térmico aos animais), foco na utilização dos dejetos animais curtidos (média de 20 kg/animal/dia), 100% coletados em galerias (1x na semana) e sendo destinados às bacias de captação (onde ocorre separação da fração sólida da líquida). Esses dejetos são atribuídos à adubação nas pastagens (foliar, forma líquida, utilizado 2400 L/ha, época das águas, conforme rotação dos piquetes) e das lavouras (soja, milho, forma sólida, utilizado 6 t/ha, à lanço, na entresafra). Foram obtidos incrementos em produtividade de 10 sc/ha na soja e 12 sc/ha para o milho.

O gado confinado se alimenta 20% a menos comparado ao sistema extensivo. O ciclo confinado é em torno de 90 dias (animal chega no confinamento com aproximadamente 14,5 @ de peso). Os ganhos diários de peso configuram como constantes e variando de 1700 a 1900 g/dia. Antes de direcionar os animais a esse sistema, necessita-se adaptá-los durante 30 dias (acostumar com ração, com trator, com pessoas). O espaço para cada cabeça de gado é de 4,5 m2, tratados de 4 a 6 vezes ao dia.

Nas áreas de pastagens, a lotação varia entre 8-12 animais/ha, com sistema de rotação de piquetes (cada piquete com 5 ha, e cada módulo com 4 piquetes). O controle de entrada e saída dos piquetes é acompanhando também pela altura do pastejo (régua) e não apenas pelos dias. A forrageira utilizada é o Megathyrsus maximus (Capim-Mombaça), com taxa de crescimento diário de 8 cm. No inverno, o gado mantém sua dieta com a forrageira e 1,0 kg/boi/dia de suplemento mineral. Quando as condições climáticas ficam mais severas e o pasto for baixando, adota-se além do pasto, a dieta com 15 kg/boi/dia de silagem de milho e 2 kg/boi/dia de suplemento mineral para manter a taxa de lotação alta.

A mudança de pastagem para lavoura nas áreas ocorre a cada 3-4 anos. Foi frisado que é só o começo do desenvolvimento desse sistema, que constantemente estão aprendendo e em busca do aperfeiçoamento, mas que até o momento estão bastante satisfeitos com os resultados. Concluíram com a seguinte frase “Não existe sucesso sem conhecimento, e não existe conhecimento se não houver busca pelo tal”.

O público presente foi composto por produtores agrícolas, pecuaristas, consultores, bancários e profissionais do setor. Foi uma oportunidade ímpar de conhecer novas possibilidades e alternativas nesse vasto cenário da agropecuária.

Dejetos de bovinos sólidos e líquidos.
Implemento Chorumeira.
Dejetos sólidos.
Dejetos líquidos.
Silagem de milho.

Sérgio Pereira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.