IMPORTÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

IMPORTÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

O padrão de consumo e o modelo de desenvolvimento econômico que surgiram com a Revolução Industrial se intensificaram na medida em que houve o aperfeiçoamento dos meios tecnológicos de produção e de comunicação, modificando as relações entre o ser humano e a natureza.

A extração e utilização desenfreada dos recursos naturais, por vezes, dá a falsa impressão de que a sua oferta é infinita, mas não é esse o caso. Até mesmo os recursos renováveis podem ser impactados por fenômenos como a poluição e o aquecimento global.

O desenvolvimento sustentável é importante para, por um lado, assegurar o melhor manejo dos recursos naturais de forma que eles não se esgotem, e que seja possível atender às necessidades das gerações presentes e futuras. Por outro lado, sua importância reside no fato de as práticas atreladas a esse modelo objetivarem a redução dos impactos ambientais e do agravamento dos fenômenos climáticos extremos, além de promover o alcance de uma melhor qualidade de vida às diversas populações que habitam o planeta Terra.

Desenvolvimento sustentável se refere a um modelo de desenvolvimento econômico, social e político que esteja em harmonia com o meio ambiente. Isso significa que é preciso fazer a utilização racional dos recursos naturais de forma que seja possível suprir as necessidades da sociedade atual, mas sem que haja o comprometimento da disponibilidade desses mesmos recursos para as gerações futuras. Essa é a definição mais amplamente utilizada de desenvolvimento sustentável, apresentada no Relatório Nosso Futuro Comum, no ano de 1987, produzido no âmbito da Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. O desenvolvimento sustentável se apoia em três princípios básicos: o ambiental, o econômico, o social.

Diante disso, as Nações Unidas propuseram, no ano de 2015, a chamada Agenda 2030. Trata-se de um plano de ações que estabelece 17 objetivos a serem cumpridos pelos países-membros até o ano de 2030 para se atingir o desenvolvimento sustentável.

Entre as metas determinadas estão a erradicação da pobreza e da fome, a igualdade social e de gênero, o acesso ao saneamento, a garantia de educação de qualidade e a proteção e conservação dos ecossistemas terrestres e marinhos. O alcance desse modelo de desenvolvimento depende de esforços coletivos, que incluem a ação da sociedade civil, das empresas e dos Estados nacionais.

Definição de desenvolvimento sustentável

A expressão desenvolvimento sustentável designa um modelo de desenvolvimento que visa a articular o progresso econômico, social e político dos Estados nacionais com a preservação ambiental, levando em consideração a finitude da maioria dos recursos naturais de que a sociedade faz uso.

Por definição, o desenvolvimento sustentável nada mais é do que um tipo de desenvolvimento que atenda todas as necessidades da sociedade atual em termos técnicos e produtivos e que, ao mesmo tempo, não comprometa a disponibilidade dos mesmos recursos naturais para as gerações futuras. Embora exista outras formas de se definir o que seja o desenvolvimento sustentável, essa é a principal delas e foi apresentada no documento chamado Relatório Brundtland, de 1987, conhecido também como Relatório Nosso Futuro Comum.

As discussões a cerca da urgência em se repensar o modelo industrial produtivo (que teve início com a Revolução Industrial e transformou definitivamente as relações homem-natureza) ganharam mais força a partir da segunda metade do século XX. À época, o esgotamento dos recursos naturais e os impactos mais severos da ação antrópica sobre o meio ambiente já davam os seus primeiros sinais, demonstrando que não seria possível a manutenção do modelo de desenvolvimento em voga sem consequências no longo prazo. Era preciso, portanto, reformulá-lo.

Quase uma década antes do estabelecimento da definição do que seja o desenvolvimento sustentável, realizou-se a Conferência das Nações Unidas pelo Meio Ambiente em 1972, na cidade de Estocolmo, na Suécia, onde se levantou questões a respeito do progresso econômico e industrial da sociedade em contraposição à preservação ambiental.

Exemplos de ações sustentáveis

As ações sustentáveis são aquelas que promovem o uso equilibrado e racional dos recursos naturais a fim de se preservar o meio ambiente. A sua prática não é unilateral, e depende da sociedade civil, das empresas e dos representantes dos Estados. Além disso, elas podem ser desenvolvidas de forma individual ou em conjunto, e abranger desde pequenos gestos do dia a dia até ações de grande escala.

Temos, dessa forma, três pilares que servem de base para o desenvolvimento sustentável, sendo eles:

  • Sustentabilidade ambiental: uso racional dos recursos ambientais com o propósito de conservação;

  • Sustentabilidade econômica: ações tomadas nas esferas financeira, produtiva e tecnológica;

  • Sustentabilidade social: tem como objetivo assegurar o bem-estar social pela redução das desigualdades e pela garantia dos direitos básicos dos cidadãos.

Essas áreas são diretamente relacionadas umas com as outras, e é com base nas das ações diretas tomadas no escopo de cada uma delas que será possível alcançar o desenvolvimento sustentável. O básico para começar a ajudar o meio ambiente é utilizar os seus recursos com sabedoria. Sabemos que no nossa planeta nenhum tipo de recurso é infinito, portanto, precisamos cuidar bem do que temos. Sugere-se, de fato, qualidade em vez de quantidade!

 

Eduarda Santana Soares

Bolsista PET AgroFlorestal CPCS e Discente de Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.