Ferrugem asiática é encontrado em Chapadão do Sul – MS

Ferrugem asiática é encontrado em Chapadão do Sul – MS

A Fundação Chapadão informou que foi encontrado o primeiro foco de ferrugem asiática na soja, na região de Chapadão do Sul, na atual safra 2020/2021

A área apresenta cultivar DM73i75 em estádio R7 e está localizada em uma propriedade rural na divisa do Município de Chapadão do Sul (MS) e Chapadão do Céu (GO)

Segundo o pesquisador Dr. Lucas Fantin foram identificados esporos nas últimas duas semanas nos coletores instalados, aumentando o alerta sobre o eventual aparecimento da ferrugem nas áreas comerciais da região.

Os danos causados por essa doença é severo, o tecido ao redor da lesão adquire coloração castanho-avermelhada, formando lesões visíveis em
ambas as faces da folha e causando rápido amarelecimento e
queda prematura das folhas.

Quanto mais cedo ocorrer a desfolha, menor será o tamanho
dos grãos e consequentemente, maior a perda do rendimento e da qualidade destes grãos. Quando a doença atinge a soja na fase de formação das vagens ou no início da granação, pode causar o aborto e a queda das vagens, resultando em perda total do rendimento.

Nesse momento é importante que o produtor, seus gerentes e consultores estejam alertas para o surgimento da doença em suas áreas. A colheita da soja já teve início, mas as áreas com cultivares mais tardias necessitam também de total atenção neste momento. O uso de produtos com características “curativas” associados a multissítios é importante para se manter o nível do inóculo baixo.

Fonte: Jovem Sul News

Patrick Henrique Rugiano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.