Espuma de Celulose poderá ser usada para implantes ósseos

Espuma de Celulose poderá ser usada para implantes ósseos

Uma pesquisa feita com uma substancia aerada, parecida com uma espuma, feita de celulose vegetal tem provado a versatilidade de seu uso. Estas pequenas amostras prometem nada menos do que se tornar o material de implantes ósseos do futuro, pois pode ser facilmente injetada no corpo e funcionar como suporte para o crescimento de um novo osso.

Ela é fabricada tratando os nanocristais derivados de celulose vegetal, que pode se encontrado em sobras de madeira, bagaço de cana, cascas de coco e de arroz, resíduos de produção de óleo de soja e de palma, de modo que eles se liguem e formem uma esponja forte, leve e biodegradável, um aerogel, que pode se comprimir ou expandir conforme necessário para preencher completamente uma cavidade óssea.

Segundo o professor Daniel Osório, da Universidade Colúmbia Britânica e McMaster (Canadá) “a maioria dos enxertos ósseos ou implantes são feitos de cerâmica dura e quebradiça, quem nem sempre se ajusta á forma do orifício, e essas lacunas podem levar a um crescimento ruim do osso e á falha do implante. Criamos este aerogel de nanocristal de celulose como uma alternativa eficaz para esses materiais.”

Espuma de celulose

Os primeiros testes foram feitos em dois grupos de ratos, com o primeiro recebendo os implantes de aerogel e o segundo grupo não, mostraram o crescimento de 33% mais de crescimento ósseos em três semanas e 50% mais de crescimento ósseo ao completar 12 semanas em relação ao grupo que não recebeu os implantes.

Segundo a pesquisadora Kathryn Grandfield este aerogel pode ser usado para uma série de aplicações como implantes dentários, substituição de coluna vertebral e articulações, alem de ser mais barato pois vem sendo produzida em quantidades comerciais.

Fonte: Celulose Online

Loayne Carvalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.