Cientistas alertam que a Amazônia pode virar Savana.

Cientistas alertam que a Amazônia pode virar Savana.

Cerca de 40% da Amazônia corre o risco de se transformar de floresta tropical para savana, à medida que as emissões de gases do efeito estufa reduzem os níveis de chuva necessários para sustentar esse ecossistema. A conclusão é de uma equipe de pesquisadores do Centro de Resiliência de Estocolmo, na Suécia. O estudo, publicado na revista Nature Communications, simula como as florestas tropicais podem responder às mudanças nos níveis de precipitação, baseando-se nos dados atmosféricos disponíveis mais recentes.

As florestas tropicais são especialmente sensíveis às mudanças climáticas que afetam as chuvas por longos períodos, de modo que as árvores podem morrer caso essas áreas fiquem muito tempo sem água. Isso pode ter um impacto significativo na natureza, como a perda de habitats tropicais e alterações de clima, já que as florestas em processo de degradação perdem a capacidade de absorver as emissões humanas. Além disso, o risco de incêndios aumenta nesse contexto.

Desenvolvimento do estudo

Para realizar o estudo, a equipe de cientistas simulou o efeito das emissões contínuas provocadas pela queima de combustíveis fósseis até o final deste século. Eles descobriram que as chuvas na Amazônia já são tão baixas que até 40% da floresta corre o risco de se tornar um ambiente de savana, com muito menos árvores e muito menos biodiversidade.

O estudo explorou a resiliência das florestas tropicais em dois cenários extremos. No primeiro, os pesquisadores observaram a velocidade com que as florestas do mundo poderiam voltar a crescer se desaparecessem repentinamente; já o segundo explorou o que aconteceria caso as florestas tropicais cobrissem todas as regiões tropicais da Terra. Os resultados revelaram que muitas das florestas tropicais do mundo lutariam para voltar a crescer depois de perdidas, levando a uma mistura de floresta e pastagem muito mais ampla, semelhante a uma savana.

O autor principal do estudo, Arie Staal, afirma que as florestas tropicais normalmente “criam” a próp